domingo, abril 25, 2010

Primeiro dentinho!


Enfim, ele apareceu! O primeiro dentinho, por enquanto só uma serrinha que já faz a mamãe dar um pulo quando o adorável está mamando e dá aquela mordidinha.
Os estudos atuais demonstram que o usual em crianças brasileiras é que o primeiro dentinho surja entre 8 e 9 meses, embora possa ocorrer antes, por volta de 6 meses.
Mas e a angústia da espera para uma ansiosa mamãe dentista?
Agora, tudo de bom! Escovinha, creme dental sem flúor, uma farra!Será? Aguardem cenas dos próximos capítulos....
PS: Ah! Já ia me esquecendo. Os sintomas que percebi foram uma babação danada e uma manhazinha.

segunda-feira, abril 19, 2010

Rebolation!!!

O Adorável está antenado com as paradas de sucesso. Sua madrinha o ensinou a dançar o rebolation e ele a-do-ra!!! Balança as pernas e os bracinhos e faz o tradicional biquinho de satisfação. Então bota a mão na cabeça que já vai começar!
video

domingo, abril 11, 2010

Mãe com açúcar!





Quando estava preparando o enxoval do Igor encontrava sempre alguma pecinha dedicada à vovó. Eu mesma não resisti e comprei uma toalhinha de boca com os dizeres: Mamãe cansada, papai estressado, disque 0800 vovó!Não pensei que essa tirada fosse tão verdadeira! Não só pelo apoio fundamental no período pós-parto, não só pelos conselhos nas horas de dúvidas e descabelos,não só pela onipresença quando preciso sair ou mesmo quando vou festar com o marido. Não se trata somente dessa disponibilidade incondicional. Mas é lindo ver a relação de amor que só avó e neto podem ter. Igor não quer saber de suco. Ah, tá! Com a vovó bebe e é na xícara. Igor não quer saber de fruta. Com a vovó come uma banana inteira! Só de ouvir a palavra vovó se derrete todo. Quando vai pra casa da vovó, volta exausto de tanto pegar fogo. Já sei que daqui a algum tempo ele vai fazer a sua mochilinha e "exigir" passar o fim-de-semana na casa da vovó. E eu estarei mais do que tranquila, porque sei que na casa da vovó não pode tudo. Minha mãe é psicopedagoga e sabe por limites como ninguém.E não faltará açúcar e mimos que só os avós conseguem a ponto de marcar indelevelmente a nossa memória. E para uma avó que vivia se queixando que as filhas tinham muito juízo e não providenciavam os ansiados netos logo, a alegria chegou em dobro... e o trabalho também!rsrsrs..Obrigada por açucarar nossas vidas!!!